FAQ

Dúvidas?

Abaixo perguntas e respostas mais frequentes.

Através do interfone com tecnologia VOIP (internet), ou seja, é possível realizar a comunicação entre as partes através da internet, sem que haja perda na qualidade.

Melhora significativamente. Uma vez que o condomínio é monitorado 24 h/dia por agentes especializados e treinados para detectarem qualquer inconformidade e acionar de imediato a Polícia Militar ou acionar um plano de emergência pré-estabelecido entre as partes, garantindo a integridade dos moradores.

Como em qualquer outro atendimento presencial, a pessoa interfone para a central de operações que entra em contato com o prestador de serviços do elevador para atendimento. Ninguém pode atender ou tentar socorrer pessoas que ficam presas nesta situação.

O morador deverá avisar previamente à Central Atende Portaria que possui uma visita agendada com prestador de serviço. Após a chegada do mesmo, o operador irá colher a foto/ documento (através da câmera) e nome completo do prestador e comunicar ao morador, para que esse autorize ou não a entrada no condomínio. Uma vez autorizado pelo morador o acesso do prestador de serviços, a Central Atende Portaria irá realizar a abertura remota dos portões de entrada e acompanhar toda a movimentação do prestador de serviços até o elevador.
Apesar do sistema ser desenvolvido para cuidar do controle de acesso e não da manutenção predial, é possível fazer a automação dos sistemas operacionais do condomínio para que este alerta chega na central atende portaria para, em seguida, acionar a pessoa responsável.
O entregador será atendido pelo agente na Central Atende Portaria, que irá acionar o morador através do interfone para que o mesmo desça até o térreo e retire suas compras com o entregador. A Central Atende Portaria irá acompanhar a movimentação do morador até que ele retorne ao elevador em segurança.
No caso de inconformidade detectada pela Central de Monitoramento Remoto, a Polícia Militar será acionada e os responsáveis pelo condomínio – síndico, sub síndico e membros do conselho serão informados.
Será acionado à Polícia Militar e os responsáveis pelo condomínio – síndico, sub síndico e membros do conselho serão informados.
a. As fases de implantação são:

b. 1º mês: assinatura do contrato de prestação de serviços e adequação dos sistemas eletrônicos;
c. 2º mês: operação conjunta porteiros e a Central de Monitoramento Remoto Atende Portaria;
d. 3º mês: dispensa dos porteiros e início da operação da Central de Monitoramento Remoto Atende Portaria.

Existem duas modalidades, os equipamentos serão disponibilizados em contrato de locação ou venda.
A localização é estrategicamente distante da Atende Portaria até o condomínio. Seguem normas americanas para implantação de Centrais de Gerenciamento Remoto. Ressaltamos: independência das concessionárias (energia, telefone e internet) que devido a distância não afetam o cliente e a Central de Monitoramento; mitigação de uma ação coordenada de ataque ao condomínio e Central de Monitoramento, etc.-
Sim, com prévio aviso a Central de Monitoramento ou Via aplicativo para Android e IOS exclusivo da Atende portaria.
Sim, através do software exclusivo Atende Portaria é possível gerar relatórios com datas e horários precisos de quem acessou o condomínio. Ora moradores, visitantes, prestadores de serviço, domésticas, etc.
Não, o único vínculo existente é entre o condomínio e a FGS Serviços Especializados, através de contrato comercial de prestação de serviços e locação e manutenção – corretiva e preventiva dos sistemas de segurança eletrônica.